Passageiros de companhias aéreas presos no aeroporto de Entebbe com certificados COVID-19 falsos

Leia-nos | Nos escute | Assista-nos | Regista-te em Inscreva-se no nosso YOUTUBE |


Afrikaans Afrikaans Albanian Albanian Amharic Amharic Arabic Arabic Armenian Armenian Azerbaijani Azerbaijani Basque Basque Belarusian Belarusian Bengali Bengali Bosnian Bosnian Bulgarian Bulgarian Cebuano Cebuano Chichewa Chichewa Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Corsican Corsican Croatian Croatian Czech Czech Dutch Dutch English English Esperanto Esperanto Estonian Estonian Filipino Filipino Finnish Finnish French French Frisian Frisian Galician Galician Georgian Georgian German German Greek Greek Gujarati Gujarati Haitian Creole Haitian Creole Hausa Hausa Hawaiian Hawaiian Hebrew Hebrew Hindi Hindi Hmong Hmong Hungarian Hungarian Icelandic Icelandic Igbo Igbo Indonesian Indonesian Italian Italian Japanese Japanese Javanese Javanese Kannada Kannada Kazakh Kazakh Khmer Khmer Korean Korean Kurdish (Kurmanji) Kurdish (Kurmanji) Kyrgyz Kyrgyz Lao Lao Latin Latin Latvian Latvian Lithuanian Lithuanian Luxembourgish Luxembourgish Macedonian Macedonian Malagasy Malagasy Malay Malay Malayalam Malayalam Maltese Maltese Maori Maori Marathi Marathi Mongolian Mongolian Myanmar (Burmese) Myanmar (Burmese) Nepali Nepali Norwegian Norwegian Pashto Pashto Persian Persian Polish Polish Portuguese Portuguese Punjabi Punjabi Romanian Romanian Russian Russian Samoan Samoan Scottish Gaelic Scottish Gaelic Serbian Serbian Sesotho Sesotho Shona Shona Sindhi Sindhi Sinhala Sinhala Slovak Slovak Slovenian Slovenian Somali Somali Spanish Spanish Sudanese Sudanese Swahili Swahili Swedish Swedish Tajik Tajik Tamil Tamil Thai Thai Turkish Turkish Ukrainian Ukrainian Urdu Urdu Uzbek Uzbek Vietnamese Vietnamese Xhosa Xhosa Yiddish Yiddish Zulu Zulu
23 viajantes presos no aeroporto de Entebbe com certificados COVID-19 falsos

A polícia de aviação de Uganda e a equipe de saúde do aeroporto de Entebbe prenderam 23 viajantes por falsificar os resultados do teste COVID-19. 

Os passageiros detidos incluem ugandeses e estrangeiros que estão atualmente detidos em Aeroporto Internacional de Entebbe antes de serem processados ​​em tribunal.

Ao anunciar as prisões em estações locais, o porta-voz da Polícia Metropolitana de Kampala, Patrick Onyango, disse: “Temos recebido relatos de que há pessoas que estão falsificando certificados COVID-19 e viajando para o exterior, o que dá uma imagem ruim ao governo de Uganda”.

Ele disse que os 23 foram interceptados quando estavam prestes a embarcar em um avião com certificados falsos.

“Estamos acusando-os de falsificação e alteração de documentos falsos”, disse o porta-voz da polícia. Ele acrescentou que as equipes de segurança estão interrogando-os para descobrir onde eles obtiveram certificados falsos. 

Comentando sobre a prisão, o especialista em saúde da aviação, Dr. James Eyul, disse que “os testes são carregados em um sistema central pelo Ministério da Saúde e podemos entrar em um sistema central para verificação cruzada”.

Ele lamentou que algumas pessoas que chegam ao país atrapalham as autoridades de Uganda, alegando que são funcionários do governo e diplomatas e não são obrigados a fazer o teste COVID-19 quando viajam.

O porta-voz da Polícia apelou aos ugandeses para obterem os certificados certos através dos canais certos, não pelas portas das traseiras.

Ele alertou o público que se tentassem chegar ao aeroporto com certificados COVID-19 falsos, seriam imediatamente detectados e presos.

Em setembro, Uganda se tornou o terceiro país, depois da Jamaica e do Quênia, a receber o endosso dos especialistas do Selo de Turismo Mais Seguro após passar por uma avaliação de adesão à saúde e segurança. 

Até o momento, Uganda registrou 10455 casos de COVID-19, 6901 recuperações e 96 mortes.

Imprimir amigável, PDF e e-mail