Conselho de Turismo Africano . País | Região . Etiópia . Saúde . Quênia . Notícias . Nigéria . Tanzânia . Turismo . Notícias de viagens . Emirados Árabes Unidos

Nova proibição de viagens pelos Emirados Árabes Unidos para o Quênia, Tanzânia, Etiópia, Nigéria.

Escrito por Juergen T Steinmetz

A Autoridade Nacional de Gestão de Crises e Desastres de Emergência NCEMA trabalha sob a supervisão e supervisão do Conselho Supremo de Segurança Nacional. É o principal órgão regulador nacional responsável por regular e coordenar todos os esforços de gestão de emergências e crises, bem como pelo desenvolvimento de um plano nacional para responder a emergências.

A Autoridade Nacional de Gerenciamento de Crises e Emergências (NCEMA) para os Emirados Árabes Unidos anunciou a suspensão da entrada de viajantes e passageiros em trânsito do Quênia, Tanzânia, Etiópia e Nigéria.

Essa nova restrição entra em vigor em 25 de dezembro de 2021, após as 7.30hXNUMX, horário dos Emirados Árabes Unidos. Há exceções para aqueles associados a missões diplomáticas, portadores de visto dourado e delegados oficiais.

O Conselho de Turismo Africano questionou esta mudança devido à ausência de números de infecção COVID que justifiquem tal mudança.

De acordo com a ATB, tal movimento está colocando em risco muitos empregos e a recuperação da já frágil indústria de viagens e turismo na África. Com Dubai e Abu Dhabi sendo um centro de conexão internacional, essa proibição não está afetando apenas os cidadãos dos Emirados Árabes Unidos, mas também os visitantes internacionais, em trânsito em companhias aéreas como a Etihad ou a Emirates.

Além dessa nova proibição, os viajantes que chegam aos Emirados Árabes Unidos vindos de Uganda e Gana precisam passar por medidas adicionais para poderem viajar pelos aeroportos dos Emirados Árabes Unidos.

O NCEMA também anunciou que os cidadãos dos Emirados Árabes Unidos estão proibidos de viajar para a República do Congo, com a isenção de delegações oficiais, casos de tratamento de emergência médica e alunos com patrocínio educacional.

A autoridade enfatizou a necessidade de entrar em contato com os viajantes afetados pelas suspensões, bem como com as operadoras aéreas relevantes para reagendar os voos e garantir seu retorno seguro aos seus destinos finais, sem atrasos ou taxas adicionais.

Em 28 de novembro, os Emirados Árabes Unidos proibiram voos da África do Sul, Namíbia, Lesoto, Eswatini, Zimbábue, Botswana e Moçambique.

Notícias relacionadas

Sobre o autor

Juergen T Steinmetz

Juergen Thomas Steinmetz trabalhou continuamente na indústria de viagens e turismo desde que era adolescente na Alemanha (1977).
Ele achou eTurboNews em 1999 como o primeiro boletim informativo online para a indústria global de turismo de viagens.

Deixe um comentário

Compartilhar com...