Clique aqui para exibir SEUS banners nesta página e pague apenas pelo sucesso

Companhias Aéreas . Aeroporto . Breaking Travel News . Viagem de negócios . Cabo Verde . País | Região . Notícias do Governo . News . Segurança . Turismo . Transportes . Notícias de viagens . TENDÊNCIA . Diversas Notícias

Cabo Verde Airlines interrompe todas as operações

Cabo Verde Airlines interrompe todas as operações
Cabo Verde Airlines interrompe todas as operações

As circunstâncias sem precedentes desencadeadas pela proliferação de Coronavírus (COVID-19, representa uma ameaça não só para a indústria da aviação e turismo, mas em geral para a economia e conectividade social.

Como resultado da disseminação progressiva da pandemia Coronavirus Covid-19th em mais de 150 países, muitos países já impuseram proibições temporárias de viagens exigindo que as companhias aéreas suspendessem suas atividades.

Consequentemente, Companhias Aéreas de Cabo Verde informa os seus clientes que face a esta situação, e tendo em conta a ação do Governo de Cabo Verde no sentido de fechar as fronteiras do país, a Cabo Verde Airlines suspenderá todas as suas atividades de transporte de 18-03-2020 e por um período de pelo menos 30 dias.

O Governo de Cabo Verde proibiu voos para Itália no final de fevereiro, levando a empresa a suspender os voos para Roma e Milão. O Governo decidiu, a partir de 18 de março, proibir todas as ligações aéreas com Portugal e todos os países europeus com casos Covid-19, bem como para os Estados Unidos da América, Brasil, Senegal e Nigéria.

Recentemente, a Cabo Verde Airlines já tinha suspendido os voos para Washington, DC (EUA), Porto Alegre (Brasil) e Lagos (Nigéria), cancelando agora as rotas para Boston (EUA), Lisboa (Portugal), Paris (França), Dakar ( Senegal), Fortaleza e Recife (Brasil).

A Cabo Verde Airlines regista um elevado número de pedidos de informação por parte dos seus clientes e garante que está a fazer de tudo para responder a todos os passageiros.

A Cabo Verde Airlines lamenta os incómodos causados ​​a todos os seus passageiros e deseja assegurar a todos os passageiros e colaboradores que a segurança e protecção de todas as partes interessadas continuará a ser a principal preocupação da empresa.

A empresa continua conversando com os principais acionistas e autoridades locais a fim de avaliar se algum voo especial, humanitário, de repatriação ou de carga, precisa ser mantido a fim de garantir que o arquipélago não fique isolado e que bens necessários, como medicamentos pode ser fornecido.

Notícias relacionadas

Sobre o autor

Editor Chefe de Atribuição

O editor-chefe de atribuição é Oleg Siziakov

Compartilhar com...