News

Europa estabelece padrões de telefonia móvel durante o voo

Celular_1207713082
Celular_1207713082
Escrito por editor

(eTN) – A Comissão Europeia introduziu na segunda-feira regras que tornam mais fácil para as companhias aéreas oferecerem aos passageiros a chance de fazer e receber telefones celulares com segurança durante o voo.
As medidas anunciadas pelo executivo da União Europeia harmonizam os requisitos técnicos e de licenciamento para a utilização de telemóveis a bordo de aeronaves.

(eTN) – A Comissão Europeia introduziu na segunda-feira regras que tornam mais fácil para as companhias aéreas oferecerem aos passageiros a chance de fazer e receber telefones celulares com segurança durante o voo.
As medidas anunciadas pelo executivo da União Europeia harmonizam os requisitos técnicos e de licenciamento para a utilização de telemóveis a bordo de aeronaves.

A comissária de telecomunicações Viviane Reding disse que espera que “as operadoras sejam transparentes e inovadoras em suas ofertas de preços”. Reding pediu às companhias aéreas e operadoras que criem “as condições certas” a bordo das aeronaves para garantir que aqueles que desejam usar os serviços de comunicação em voo não perturbem os outros passageiros.

As licenças nacionais concedidas a companhias aéreas individuais pelos estados membros em que estão registradas serão reconhecidas em toda a UE.

A OnAir, uma joint venture com a SITA e a Airbus que oferece comunicações em voo, disse que acolheu as medidas. A empresa disse que a medida “garantirá que os consumidores europeus possam usar seus telefones celulares e dispositivos do tipo BlackBerry durante os voos”.

As companhias aéreas que pretendam oferecer tal serviço em toda a UE só terão de se inscrever num dos seus Estados-Membros. A Air France está entre as companhias aéreas europeias que começaram a testar esse serviço em seus voos. “Foi necessária uma decisão regulatória para todo o espaço aéreo europeu para que este novo serviço surgisse”, disse a comissária de telecomunicações da UE, Viviane Reding.

WTM Londres 2022 acontecerá de 7 a 9 de novembro de 2022. Registe-se agora!

Do lado técnico, o serviço envolve equipar os aviões com sua própria rede celular. A existência dos chamados serviços de comunicações móveis em aeronaves (MCA) significa que as transmissões de telefones celulares precisam percorrer apenas alguns metros dentro da cabine, tornando seu uso perfeitamente seguro, disseram autoridades.

A má notícia para os passageiros é que, como seus telefones celulares estarão conectados à rede da companhia aérea e não à da própria operadora, as chamadas estarão sujeitas a tarifas de roaming semelhantes às incorridas em viagens ao exterior.

Além disso, as ligações aéreas não estarão sujeitas às restrições da UE sobre tarifas de roaming terrestre e, portanto, provavelmente serão mais altas.

Mas as autoridades em Bruxelas insistem que esse tipo de ligação será “substancialmente mais barato” do que as chamadas telefônicas via satélite proibitivamente caras oferecidas por algumas companhias aéreas no passado.
Outra grande fonte de preocupação é o fim da paz e sossego a bordo dos voos.

A alemã Lufthansa, por exemplo, não tem planos imediatos de lançar tal serviço, já que um estudo descobriu que muitos de seus clientes se sentiriam incomodados por outros passageiros falando ao telefone.

Outras companhias aéreas estão pensando em limitar o serviço a mensagens de texto e navegação na internet.
Autoridades da UE disseram que a comissão não regulamentaria essa questão, tratando-a como uma questão de bom senso.

Espera-se que as chamadas em voo sejam introduzidas por algumas companhias aéreas europeias nas próximas semanas e continuarão a ser proibidas durante a descolagem e aterragem.

Notícias relacionadas

Sobre o autor

editor

A editora-chefe da eTurboNew é Linda Hohnholz. Ela está sediada na sede da eTN em Honolulu, Havaí.

Compartilhar com...