Clique aqui para exibir SEUS banners nesta página e pague apenas pelo sucesso

Breaking Travel News . Bulgária . Viagem de negócios . Cruzeiros . Destino . Notícias do Governo . Itália . Responsável . Roménia . Rússia . Segurança . Terror . Turismo . Transportes . Notícias de viagens . Ucrânia

Bulgária se junta a Itália e Romênia na proibição de navios russos

Bulgária se junta a Itália e Romênia na proibição de navios russos
Bulgária se junta a Itália e Romênia na proibição de navios russos
Escrito por Harry johnson

A administração marítima da Bulgária emitiu um comunicado anunciando a proibição de navios de bandeira russa de seus portos do Mar Negro.

“Todos os navios registrados sob bandeira russa, bem como todos os navios que mudaram sua bandeira russa, ou registro de bandeira ou registro marítimo para qualquer outro estado após 24 de fevereiro, estão proibidos de acessar os portos marítimos e fluviais búlgaros”, dizia um aviso em site da administração marítima.

A Bulgária proibiu navios russos de usar seus portos apenas um dia depois Itália e a Romênia fez o mesmo.

A partir de domingo, os navios russos também estão impedidos de entrar nos portos da Itália e da Romênia. Ambos os países divulgaram declarações que espelham o texto do anúncio búlgaro. Outros países implementaram proibições mais cedo, com a Irlanda anunciando o fechamento de seu próprio porto na segunda-feira passada e o Reino Unido – que não faz parte da UE – proibindo o transporte russo no início de março.

As proibições, que estão de acordo com a última rodada de sanções de Westen da UE impostas à Rússia, também se aplicam a navios que mudaram de registro depois que Moscou lançou uma guerra de agressão não provocada contra Ucrânia.

Somente serão feitas exceções ao fechamento de todos os portos da UE para navios russos para navios em perigo ou em busca de assistência humanitária, ou navios que transportem produtos energéticos, alimentos ou suprimentos médicos para a UE.

O espaço aéreo da União Europeia também está fora dos limites dos aviões russos desde o final de fevereiro.

Sobre o autor

Harry johnson

Harry Johnson foi o editor de atribuição de eTurboNews por mais de 20 anos. Ele mora em Honolulu, Havaí, e é originário da Europa. Ele gosta de escrever e cobrir as notícias.

Deixe um comentário

Compartilhar com...