EUA proíbe serviço aéreo para todos os aeroportos cubanos

Leia-nos | Nos escute | Assista-nos |Eventos | Subscrever|


Afrikaans Afrikaans Albanian Albanian Amharic Amharic Arabic Arabic Armenian Armenian Azerbaijani Azerbaijani Basque Basque Belarusian Belarusian Bengali Bengali Bosnian Bosnian Bulgarian Bulgarian Cebuano Cebuano Chichewa Chichewa Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Corsican Corsican Croatian Croatian Czech Czech Dutch Dutch English English Esperanto Esperanto Estonian Estonian Filipino Filipino Finnish Finnish French French Frisian Frisian Galician Galician Georgian Georgian German German Greek Greek Gujarati Gujarati Haitian Creole Haitian Creole Hausa Hausa Hawaiian Hawaiian Hebrew Hebrew Hindi Hindi Hmong Hmong Hungarian Hungarian Icelandic Icelandic Igbo Igbo Indonesian Indonesian Italian Italian Japanese Japanese Javanese Javanese Kannada Kannada Kazakh Kazakh Khmer Khmer Korean Korean Kurdish (Kurmanji) Kurdish (Kurmanji) Kyrgyz Kyrgyz Lao Lao Latin Latin Latvian Latvian Lithuanian Lithuanian Luxembourgish Luxembourgish Macedonian Macedonian Malagasy Malagasy Malay Malay Malayalam Malayalam Maltese Maltese Maori Maori Marathi Marathi Mongolian Mongolian Myanmar (Burmese) Myanmar (Burmese) Nepali Nepali Norwegian Norwegian Pashto Pashto Persian Persian Polish Polish Portuguese Portuguese Punjabi Punjabi Romanian Romanian Russian Russian Samoan Samoan Scottish Gaelic Scottish Gaelic Serbian Serbian Sesotho Sesotho Shona Shona Sindhi Sindhi Sinhala Sinhala Slovak Slovak Slovenian Slovenian Somali Somali Spanish Spanish Sudanese Sudanese Swahili Swahili Swedish Swedish Tajik Tajik Tamil Tamil Thai Thai Turkish Turkish Ukrainian Ukrainian Urdu Urdu Uzbek Uzbek Vietnamese Vietnamese Xhosa Xhosa Yiddish Yiddish Zulu Zulu
EUA suspendem serviço aéreo para todos os aeroportos cubanos

Departamento de Estado dos EUA anunciou que os Estados Unidos suspenderam todos os voos para todos os aeroportos cubanos e as transportadoras norte-americanas “têm 45 dias para interromper todo o serviço aéreo regular entre os Estados Unidos e todos os aeroportos de Cuba, exceto Aeroporto Internacional Jose Marti".

“A pedido do Secretário de Estado, o Departamento de Transporte dos Estados Unidos suspendeu até novo aviso o serviço aéreo regular entre os Estados Unidos e os aeroportos internacionais cubanos, exceto o Aeroporto Internacional Jose Marti de Havana, para impedir que o regime cubano lucrasse com as viagens aéreas dos Estados Unidos”, afirmou. disse a declaração.

“Em linha com a política externa do presidente para com Cuba, esta ação impede que as receitas cheguem ao regime cubano que tem sido usado para financiar a repressão em curso ao povo cubano e seu apoio a Nicolas Maduro na Venezuela. Ao suspender voos para um total de nove aeroportos, os Estados Unidos impedem o regime cubano de obter acesso a moeda forte de viajantes norte-americanos que ficam em seus resorts controlados pelo Estado, visitando atrações estatais e contribuindo de outra forma com os cofres do regime cubano perto desses aeroportos ”, observou o comunicado.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos afirmou que “os Estados Unidos continuam responsabilizando Cuba por sua repressão ao povo cubano e sua interferência na Venezuela, incluindo seu apoio inescrupuloso ao regime ilegítimo de Maduro”.

Imprimir amigável, PDF e e-mail