24/7 eTV BreakingNewsShow : Clique no botão de volume (parte inferior esquerda da tela do vídeo)
Companhias Aéreas . Aeroporto . Aviação . Breaking European News . Breaking International News . Breaking Travel News . Notícias de Saúde . Notícias . Reconstruindo . Responsável . Turismo . Transportes . Travel Wire News . tendência Agora . Diversas Notícias

As companhias aéreas europeias estão se preparando para uma difícil temporada de inverno

As companhias aéreas europeias estão se preparando para uma difícil temporada de inverno
As companhias aéreas europeias estão se preparando para uma difícil temporada de inverno
Escrito por Harry johnson

Durante o que é tradicionalmente a entressafra na Europa, a pandemia provavelmente tornará as condições operacionais difíceis.

Imprimir amigável, PDF e e-mail
  • Com a receita ainda reprimida, as companhias aéreas têm um inverno difícil pela frente.
  • Novas variantes do COVID-19 podem reduzir potencialmente a disposição dos viajantes de voar.
  • Os custos de mão-de-obra aumentarão e decisões financeiramente difíceis devem ser tomadas.

As companhias aéreas europeias deverão enfrentar um inverno rigoroso devido à pandemia em curso e a confiança em viagens provavelmente permanecerá reprimida. As tarifas baixas serão fundamentais para estimular a demanda, já que as restrições às viagens provavelmente continuarão.

Com a receita ainda reprimida, as companhias aéreas terão um inverno difícil pela frente. Durante o que é tradicionalmente a entressafra em Europa, a pandemia provavelmente tornará as condições operacionais difíceis.

Embora a demanda estivesse começando a voltar neste verão, o inverno poderia ser uma história diferente. Os casos de COVID-19 podem aumentar potencialmente e outras variantes podem se desenvolver, reduzindo a disposição dos viajantes de voar. Com vários governos encerrando o apoio à licença, incluindo o UK, os custos trabalhistas inevitavelmente aumentarão e decisões financeiramente difíceis devem ser tomadas. Um equilíbrio delicado deve ser alcançado entre atender a vários destinos e manter os custos operacionais sob controle. As companhias aéreas devem ser ágeis para garantir a sobrevivência.

Os passageiros podem continuar a atrasar seus planos de viagem neste inverno devido à alta incerteza. Embora o lançamento da vacina na Europa esteja progredindo bem, a variante Delta é uma preocupação. Com alguns países lutando para conter o vírus, as restrições às viagens parecem destinadas a permanecer. O planejamento de viagens continuará a ser complicado devido às restrições em constante mudança, como a exigência de testes COVID-19 negativos para a entrada em muitos territórios. Além disso, restrições de viagem são o segundo maior obstáculo às viagens, com 55% dos entrevistados na última pesquisa do setor declarando esse motivo para evitar viagens. As redes de rotas devem se concentrar em destinos com limitações restrições e uma abordagem ágil / responsiva deve ser adotada.

A competição entre as companhias aéreas na Europa era acirrada antes do COVID e muitas vezes o preço era o fator determinante para os viajantes ao selecionar uma companhia aérea. Com a probabilidade de incerteza na demanda neste inverno, encorajar as reservas será uma meta importante.

Reduzir as tarifas para estimular a demanda será uma tática implantada neste inverno para preencher os assentos. Isso poderia atrair 57% dos entrevistados europeus que classificaram o preço como o fator mais importante ao selecionar uma marca de companhia aérea, de acordo com uma pesquisa recente. O preço será crítico para encorajar as viagens no ínterim e as companhias aéreas de baixo custo provavelmente serão as companhias aéreas dominantes neste inverno. Com os viajantes continuando a viajar para mais perto de casa, a ampla rede europeia dessas operadoras deve funcionar a seu favor.

Imprimir amigável, PDF e e-mail

Sobre o autor

Harry johnson

Harry Johnson foi o editor de atribuição de eTurboNews por quase 20 anos. Ele mora em Honolulu, Havaí, e é originário da Europa. Ele gosta de escrever e cobrir notícias.

Deixe um comentário