Companhias Aéreas . Aeroporto . Aviação . Notícias de última hora de Bangladesh . Notícias de última hora do Brasil . Breaking International News . Notícias de última hora sobre o Nepal . Quebrando as notícias da África do Sul . Quebrando as notícias do Sri Lanka . Breaking Travel News . Notícias de última hora da Turquia . Viagem de negócios . Notícias do Governo . Notícias de Saúde . Indústria Hoteleira . Notícias de última hora da Índia . Notícias . Responsável . Turismo . Palestra de Turismo . Transportes . Atualização de destino de viagem . Segredos de viagem . Travel Wire News . Diversas Notícias

A Turquia proíbe voos diretos de Bangladesh, Brasil, África do Sul, Índia, Nepal e Sri Lanka

Selecione seu idioma
A Turquia proíbe voos diretos de Bangladesh, Brasil, África do Sul, Índia, Nepal e Sri Lanka
A Turquia proíbe voos diretos de Bangladesh, Brasil, África do Sul, Índia, Nepal e Sri Lanka
Escrito por Harry johnson

O Ministério do Interior da Turquia emitiu uma circular declarando que o país suspendeu os voos de Bangladesh, Brasil, África do Sul, Índia, Nepal e Sri Lanka a partir de 1º de julho e até novo aviso.

Imprimir amigável, PDF e e-mail
  • Alguns países mostraram uma escalada recente devido às novas variantes do vírus COVID-19.
  • A Turquia decidiu fechar suas fronteiras para qualquer entrada direta, incluindo por terra, ar, mar ou ferrovia de seis países.
  • Os viajantes que chegarem à Turquia de outro país após terem estado em um desses países deverão apresentar um resultado negativo do teste COVID-19 realizado nas últimas 72 horas.

As autoridades turcas anunciaram que a Turquia está suspendendo voos diretos de seis países devido ao aumento das novas variantes dos casos do vírus COVID-19 nesses estados.

O Ministério do Interior da Turquia emitiu uma circular declarando que o país suspendeu os voos de Bangladesh, Brasil, África do Sul, Índia, Nepal e Sri Lanka a partir de 1º de julho e até novo aviso.

O ministério observou que o curso da pandemia em alguns países mostrou uma escalada recente devido às novas variantes do vírus COVID-19.

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, Turquia decidiu fechar suas fronteiras para qualquer entrada direta, incluindo por terra, ar, mar ou ferrovia desses países.

Os viajantes que chegarem à Turquia de outro país após terem estado em um desses países nos últimos 14 dias deverão fornecer um resultado negativo do teste COVID-19 realizado nas últimas 72 horas.

Eles também ficarão em quarentena em locais determinados pelas prefeituras locais por 14 dias, ao final dos quais um teste negativo será exigido mais uma vez.

Caso o resultado do teste seja positivo, o paciente será mantido em isolamento, o que terminará com resultado negativo nos 14 dias seguintes.

A circular do ministério acrescentou que os passageiros que chegam à Turquia vindos do Reino Unido, Irã, Egito e Cingapura deverão ter um resultado negativo do teste COVID-19 obtido nos últimos três dias.

Para viajantes que chegam à Turquia de outros países além de Bangladesh, Brasil, África do Sul, Índia, Nepal, Sri Lanka, Afeganistão, Paquistão, Reino Unido, Irã, Egito e Cingapura, aqueles que podem fornecer um documento que comprove a administração de um COVID-19 a vacinação nos últimos 14 dias ou a recuperação da infecção por COVID-19 nos últimos seis meses não será necessária para apresentar o resultado do teste ou ser colocada em quarentena.

Um resultado negativo do teste COVID-19 realizado nas últimas 72 horas antes de chegar à Turquia ou um teste rápido negativo do antígeno realizado no máximo 48 horas após a sua chegada será suficiente para aqueles que não fornecerem os documentos.

Imprimir amigável, PDF e e-mail

Sobre o autor

Harry johnson

Harry Johnson foi o editor de atribuição de eTurboNews por quase 20 anos.
Harry mora em Honolulu, Havaí e é originário da Europa.
Ele adora escrever e tem trabalhado como editor de tarefas para eTurboNews.