COVID: COVID ou não COVID, os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 estão em andamento

Leia-nos | Nos escute | Assista-nos |Eventos | Inscreva-se | Nossa mídia social|


Afrikaans Afrikaans Albanian Albanian Amharic Amharic Arabic Arabic Armenian Armenian Azerbaijani Azerbaijani Basque Basque Belarusian Belarusian Bengali Bengali Bosnian Bosnian Bulgarian Bulgarian Cebuano Cebuano Chichewa Chichewa Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Corsican Corsican Croatian Croatian Czech Czech Dutch Dutch English English Esperanto Esperanto Estonian Estonian Filipino Filipino Finnish Finnish French French Frisian Frisian Galician Galician Georgian Georgian German German Greek Greek Gujarati Gujarati Haitian Creole Haitian Creole Hausa Hausa Hawaiian Hawaiian Hebrew Hebrew Hindi Hindi Hmong Hmong Hungarian Hungarian Icelandic Icelandic Igbo Igbo Indonesian Indonesian Italian Italian Japanese Japanese Javanese Javanese Kannada Kannada Kazakh Kazakh Khmer Khmer Korean Korean Kurdish (Kurmanji) Kurdish (Kurmanji) Kyrgyz Kyrgyz Lao Lao Latin Latin Latvian Latvian Lithuanian Lithuanian Luxembourgish Luxembourgish Macedonian Macedonian Malagasy Malagasy Malay Malay Malayalam Malayalam Maltese Maltese Maori Maori Marathi Marathi Mongolian Mongolian Myanmar (Burmese) Myanmar (Burmese) Nepali Nepali Norwegian Norwegian Pashto Pashto Persian Persian Polish Polish Portuguese Portuguese Punjabi Punjabi Romanian Romanian Russian Russian Samoan Samoan Scottish Gaelic Scottish Gaelic Serbian Serbian Sesotho Sesotho Shona Shona Sindhi Sindhi Sinhala Sinhala Slovak Slovak Slovenian Slovenian Somali Somali Spanish Spanish Sudanese Sudanese Swahili Swahili Swedish Swedish Tajik Tajik Tamil Tamil Thai Thai Turkish Turkish Ukrainian Ukrainian Urdu Urdu Uzbek Uzbek Vietnamese Vietnamese Xhosa Xhosa Yiddish Yiddish Zulu Zulu
COVID: COVID ou não COVID, os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 estão em andamento
Vice-presidente do COI, John Coates
Escrito por Harry johnson

O Comitê Olímpico Internacional anunciou que os adiados Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 ocorrerão conforme planejado, apesar da capital japonesa estar atualmente em estado de emergência.

Imprimir amigável, PDF e e-mail
  • Até 80 por cento do público japonês se opõe às Olimpíadas que começam em 23 de julho
  • O COI não considerará um segundo adiamento, nem mesmo o cancelamento dos Jogos
  • Apenas cerca de 5% dos mais de 35 milhões de idosos do Japão receberam a primeira dose da vacina até o momento

Com uma média diária de quase 5,500 novos casos de COVID-19 sendo relatados atualmente no Japão, algumas sérias preocupações foram levantadas nas últimas semanas sobre a sensatez de realizar o evento olímpico em Tóquio, que continua sendo uma das nove prefeituras japonesas que declararam um estado de emergência até pelo menos 31 de maio. 

A Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou que os adiados Jogos Olímpicos deste verão ocorrerão conforme planejado, apesar da capital japonesa estar atualmente em estado de emergência e da crescente oposição dos residentes do país.

De acordo com as pesquisas recentes, cerca de 80% do público japonês se opõe às Olimpíadas que começam em 23 de julho. Mas o COI se mantém firme e diz que não considerará um segundo adiamento, ou mesmo o cancelamento dos Jogos.

“Vimos cinco esportes realizarem seus eventos-teste durante o estado de emergência”, disse o vice-presidente do COI, John Coates.

“Todos os planos que temos para proteger a segurança dos atletas e do povo do Japão são baseados nas piores circunstâncias possíveis, então a resposta [se as Olimpíadas podem prosseguir em estado de emergência] é absolutamente sim.

“A assessoria que recebemos da Organização Mundial de Saúde e toda a assessoria científica é que todas as medidas que delineamos no manual, todas essas medidas são satisfatórias para garantir um Jogos seguros e protegidos em termos de saúde, e isso se houver é um estado de emergência ou não. ”

Referindo-se à onda de oposição pública à realização do evento contra a vontade coletiva do público japonês, Coates disse que o aumento nas vacinas entre agora e julho ajudará em muito a tranqüilizar o público.

Imprimir amigável, PDF e e-mail
>