OMT reúne cidades em Lisboa para cooperar em uma agenda de turismo urbano sustentável e inclusivo

Leia-nos | Nos escute | Assista-nos | Regista-te em Inscreva-se no nosso YOUTUBE |


Afrikaans Afrikaans Albanian Albanian Amharic Amharic Arabic Arabic Armenian Armenian Azerbaijani Azerbaijani Basque Basque Belarusian Belarusian Bengali Bengali Bosnian Bosnian Bulgarian Bulgarian Cebuano Cebuano Chichewa Chichewa Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Corsican Corsican Croatian Croatian Czech Czech Dutch Dutch English English Esperanto Esperanto Estonian Estonian Filipino Filipino Finnish Finnish French French Frisian Frisian Galician Galician Georgian Georgian German German Greek Greek Gujarati Gujarati Haitian Creole Haitian Creole Hausa Hausa Hawaiian Hawaiian Hebrew Hebrew Hindi Hindi Hmong Hmong Hungarian Hungarian Icelandic Icelandic Igbo Igbo Indonesian Indonesian Italian Italian Japanese Japanese Javanese Javanese Kannada Kannada Kazakh Kazakh Khmer Khmer Korean Korean Kurdish (Kurmanji) Kurdish (Kurmanji) Kyrgyz Kyrgyz Lao Lao Latin Latin Latvian Latvian Lithuanian Lithuanian Luxembourgish Luxembourgish Macedonian Macedonian Malagasy Malagasy Malay Malay Malayalam Malayalam Maltese Maltese Maori Maori Marathi Marathi Mongolian Mongolian Myanmar (Burmese) Myanmar (Burmese) Nepali Nepali Norwegian Norwegian Pashto Pashto Persian Persian Polish Polish Portuguese Portuguese Punjabi Punjabi Romanian Romanian Russian Russian Samoan Samoan Scottish Gaelic Scottish Gaelic Serbian Serbian Sesotho Sesotho Shona Shona Sindhi Sindhi Sinhala Sinhala Slovak Slovak Slovenian Slovenian Somali Somali Spanish Spanish Sudanese Sudanese Swahili Swahili Swedish Swedish Tajik Tajik Tamil Tamil Thai Thai Turkish Turkish Ukrainian Ukrainian Urdu Urdu Uzbek Uzbek Vietnamese Vietnamese Xhosa Xhosa Yiddish Yiddish Zulu Zulu
PR_19023

O primeiro Fórum de Autarcas da OMT para o Turismo Urbano Sustentável, co-organizado pela Organização Mundial do Turismo (OMT), o Ministério da Economia de Portugal e a Câmara Municipal de Lisboa terminou sexta-feira em Lisboa, Portugal. O evento reuniu prefeitos e representantes de cidades de alto nível de todo o mundo, agências da ONU e do setor privado, para projetar uma liderança compartilhada que visa garantir que o turismo ajude a criar cidades para todos.

Sob o tema 'Cidades para todos: construindo cidades para cidadãos e visitantes', o fórum explorou questões e soluções para desenvolver e gerir o turismo nas cidades de forma a promover o crescimento econômico, a inclusão social e a sustentabilidade ambiental.

Num momento de intenso debate sobre o crescente número de turistas e a habitabilidade e sustentabilidade das cidades, o fórum trocou ideias e boas práticas sobre turismo urbano e gestão de destinos, discutiu ferramentas inovadoras e políticas públicas de turismo urbano a nível nacional e local e forma de promover a integração do turismo na agenda mais ampla de desenvolvimento urbano nacional e local.

“A renda gerada pelo turismo contribui significativamente para o desenvolvimento socioeconômico e cultural de muitas cidades e seus arredores. No entanto, o crescimento do turismo urbano também cria desafios importantes em termos de uso de recursos naturais, impacto sociocultural, pressão sobre a infraestrutura, mobilidade, gestão de congestionamentos e relacionamento com as comunidades anfitriãs. As políticas de turismo devem, portanto, ser concebidas como políticas urbanas integradas que promovam uma cidade bem equilibrada econômica, social e ambientalmente ”, disse o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, na abertura do evento.

O ministro da Economia de Portugal, Pedro Siza Vieira, reconheceu que “o turismo é um dos grandes motores da economia portuguesa. Portugal acolhe este primeiro Fórum de Autarcas como palco internacional para debater os desafios que o turismo urbano enfrenta e como as comunidades locais podem tirar o máximo partido do turismo. A Declaração de Lisboa é um compromisso firme de todos os participantes para que o turismo contribua materialmente para os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável ”.

A secretária de Estado do Turismo de Portugal, Ana Mendes Godinho, acrescentou que “a sustentabilidade social no turismo é uma das grandes prioridades da nossa Estratégia de Turismo para 2027. Lançamos um Programa de Sustentabilidade para o desenvolvimento de projetos da sociedade civil que envolvam as populações locais e os turistas para que o turismo deixe valor nos territórios ”.

O Presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, afirmou “O crescimento do turismo tem impactos económicos importantes e positivos. No entanto, para gerir esse crescimento, garantir a sustentabilidade e salvaguardar a qualidade de vida dos cidadãos de Lisboa exige mais investimento em infraestruturas. Em Lisboa, estamos a implementar medidas como o aumento da capacidade de transporte e o investimento em infraestruturas urbanas destinadas a residentes e turistas. ”

As questões discutidas incluem big data e soluções inovadoras, novos modelos de negócios, cidades e eventos criativos, infraestrutura, recursos e planejamento, envolvimento e empoderamento da comunidade local e como garantir a inclusão total do turismo na agenda urbana mais ampla.

Participaram do Fórum Gustavo Santos da Argentina, Secretário de Estado do Turismo da Argentina, Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo de Portugal, Isabel Oliver, a Secretária de Estado do Turismo da Espanha, Prefeitos e Vice-Prefeitos de 16 cidades ao redor o mundo (Barcelona, ​​Bruges, Bruxelas, Dubrovnik, Helsinque, Lisboa, Madrid, Moscou, Nur-Sultan, Paris, Porto, Praga, Punta del Este, Tbilisi, São Paulo e Seul), UNES> CO, UN Habitat, o Mundo Bank, o Comité das Regiões Europeu, bem como Amadeus, Airbnb, CLIA, Expedia, Mastercard e Unidigital.

O Fórum adoptou a Declaração de Lisboa sobre Turismo Urbano Sustentável, na qual os participantes reforçaram o seu compromisso de alinhar as políticas de turismo urbano com a Nova Agenda Urbana das Nações Unidas e os 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, nomeadamente o Objectivo 11 - 'Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resiliente e sustentável '.

A Declaração de Lisboa sobre Turismo Urbano Sustentável será apresentada na vigésima terceira sessão da Assembleia Geral da OMT, a ser realizada em setembro próximo, em São Petersburgo, Rússia.

Durante o evento, o secretário-geral da OMT e o prefeito Bakhyt Sultanov de Nursultan (Cazaquistão) assinaram um acordo para a hospedagem do 8th Cúpula Global da OMT sobre Turismo Urbano, a ser realizada de 9 a 12 de outubro de 2019.

Imprimir amigável, PDF e e-mail