Leia-nos | Nos escute | Assista-nos |Eventos | Inscreva-se | Nossa mídia social|

Selecione seu idioma

Operadora de bandeira nacional e a maior companhia aérea da Rússia, PJSC Aeroflot - Russian Airlines, Vulgarmente conhecido como Aeroflot, anunciou que retomará os voos de Moscou para Tóquio em 5 de novembro.

“A partir de 5 de novembro, os voos regulares para o Japão serão retomados. O primeiro vôo para Tóquio está programado para 5 de novembro de 2020, os voos na primeira fase serão operados uma vez por semana, depois duas vezes por semana, às quintas e sábados (volta aos sábados e domingos) ”, disse a companhia aérea em um comunicado.

A Aeroflot disse ainda que vai aumentar o número de voos para a Bielo-Rússia, Suíça e Maldivas.

A empresa acrescentou que planeja dobrar os voos para Belgrado (Sérvia), retomados no dia 17 de outubro, e realizá-los duas vezes por semana. O número de voos para Minsk e Genebra será aumentado para três vezes por semana, para as Maldivas - até quatro vezes por semana.

A Rússia interrompeu os voos regulares de passageiros com outros países em março devido à pandemia do coronavírus. No verão, os voos para os seguintes países foram retomados: Bielo-Rússia, Cazaquistão, Quirguistão, Coreia do Sul, Egito, Emirados Árabes Unidos, Turquia, Grã-Bretanha, Suíça, Tanzânia e Maldivas.

No entanto, algumas rotas estão sujeitas a restrições no número de voos operados por semana.

Na semana passada, a sede, por ordem do primeiro-ministro do país, anunciou a retomada dos voos da Rússia para a Sérvia, Cuba e Japão.

Anteriormente, a Azur Air anunciou que planeja lançar voos para Cuba a partir de 4 de novembro.

Imprimir amigável, PDF e e-mail
>